nov
01

Ter Inteligência Emocional, Faz a Diferença na Contratação.

home

Se sintetizarmos todas as definições de inteligência emocional existentes a descrição mais simples seria: “Inteligência emocional é o conjunto de aptidões necessárias para lidar, processar e reconhecer as emoções e sentimentos seja eles nossos ou não”.  A inteligência emocional torna as pessoas mais confiantes e centradas e é superimportante para a recuperação e compreensão de traumas.

Os atuais sistemas de gestão dão cada vez mais liberdade para que as pessoas sejam o mais natural possível, com isso as emoções e sentimentos acabam permeando o cenário profissional. Embora exista maior abertura para que isso aconteça ter inteligência emocional para lidar com estes sentimentos é fundamental.

Para  especialista da área, hoje as organizações não procuram apenas por competências técnicas, a inteligência emocional no âmbito profissional é fundamental, pois demonstra a forma com que um colaborador se comporta e lida com desafios do dia a dia, indica o seu potencial e estratégia para usar qualidades pessoais em prol da organização.

Conheça os cinco sinais mais relevantes que indicam presença de inteligência emocional:

  • Autoconhecimento:capacidade de conhecer a si próprio, o autoconhecimento auxilia na formação de pensamento crítico e melhora o senso de planejamento de uma pessoa.
  • Controle Emocional:habilidade de administrar emoções é uma característica fundamental para se reestabelecer frente a situações críticas e estresses do dia a dia.
  • Motivação:consiste no controle de emoções para se atingir metas, a motivação é amplamente valorizada no ambiente profissional, pois mantém o foco e aumenta a busca por resultados.
  • Empatia:capacidade de compreender os sentimentos alheios é uma resposta afetiva ao que outras pessoas sentem. A empatia estabelece ligações entre as pessoas dando mais espaço para a comunicação interpessoal.
  • Sociabilidade:aptidão que proporciona alta facilidade de relacionamento, pessoas sociáveis possuem extrema facilidade de negociar, de ser aceita em diversos ambientes e de trabalhar em equipe em posto de liderança ou não.

 Existem diversas maneiras de ser emocionalmente inteligente, mas o que é comum em pessoas que possuem esta competência é ter foco e agir de forma coesa e estratégica frente as mais diversas situações e imprevistos, o que é muito valorizado por organizações e tem se tornado mandatório no comportamento de um profissional.

Fonte: Portal Carreira & Sucesso 

Autor: Roni Silva

Encontre-nos no Google+ Sou o criador e editor do blog, e tenho como objetivo informar, esclarecer, ajudar, tirar duvidas, apresentar matérias relacionada as área de recursos humanos, psicologia organizacional.

Escrito por Flaudimir Andrade. postado em Psicologia organizacional, Recursos Humanos

Tags: , , , ,

Trackback from your site.

Leave a comment

Responda abaixo * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: