ago
18

Se Rendendo  a Nova Geração

siteee

Empresas e líderes que têm dificuldade em alterar sua forma de pensar e ainda estão reticentes com as bruscas mudanças trazidas pelos avanços da tecnologia e pela nova geração precisam se render ou morrerão pelo caminho.

De acordo com  profissionais, muitas organizações ainda não enxergaram que para sobreviver nesta nova era, é preciso contar com quem entende do novo jogo, independente da experiência. E para isso, ninguém melhor que a nova geração, que nasceu plugada, com acesso a mais informações e conexões com o mundo.

Se a nova ordem do jogo corporativo é inovar, se conectar, estar ligado no mundo em tempo real, então não existe outra saída: empresas, líderes e gestores terão que aprender a lidar com as forças das novas gerações e a tecnologia presente. Terão que se render à velocidade, à agilidade e ao excesso de motivação.

Mas quem são eles?

O grande desafio está em descobrir quem são esses jovens e novos jogadores corporativos, quais suas características, como pensam como se relacionam e até como constroem os novos conhecimentos e encaram os desafios.

Empresas e líderes ainda não descobriram que é possível obter forças durante o jogo da competitividade, assim como se faz em um jogo de vídeo game para se manter forte e conquistar resultados. É preciso estar atento aos detalhes. Muitos gestores estão buscando somente o resultado final, passar de fase, mas ainda não conseguem chegar ao topo, pois desconhecem as forças que podem obter pelo caminho. Elas podem estar no próprio jogador, na sua forma de pensar de agir, na sua maneira de liderar e ser liderado, no seu sistema de ensinar e aprender”, diz o educador.

Para que uma empresa sobreviva nesta nova era e passe a ser desejada, é preciso aprender com quem já entendeu o jogo. E, nesse caso, realmente é necessário se render aos mais jovens, às novas gerações.

Fonte: Portal Carreira & Sucesso 

Encontre-nos no Google+ Sou o criador e editor do blog, e tenho como objetivo informar, esclarecer, ajudar, tirar duvidas, apresentar matérias relacionada as área de recursos humanos, psicologia organizacional.

Escrito por Flaudimir Andrade. postado em Psicologia organizacional, Recursos Humanos

Tags: , , ,

Trackback from your site.

Leave a comment

Responda abaixo * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: