set
25

Hierarquia: A Necessidade de Desenho dos Cargos e suas Responsabilidades

responsabilidade

Quando se trata de estar apto para definir desenho, análise, descrição e especificação de cargos, é para entender como o desenho de cargo afeta as práticas de RH e depois descrever os métodos obtidos nas informações e os ajustando com o objetivo de ter as especificações precisas do cargo e os critérios a exigir do futuro ocupante. Em um âmbito sobre as especificações, análise e descrição de cargos é importante salientar a conceituação para interpretar de uma maneira coesa na tomada de decisão, tendo como exemplo um modelo de entrevista e um questionário onde será feita a colheita de informações sobre os cargos para montar uma descrição de cargo detalhada com as relações, responsabilidades e experiências exigidas com o propósito de fazer um mapeamento das especificações do cargo para estar redesenhando a estrutura e coligindo conforme o desempenho de cada um, tornando-o mais flexível e mutável.

Hoje, os cargos requerem maior flexibilidade e participação contínua das pessoas transformando-as em equipes multidisciplinares mutáveis com o ambiente. O cargo pode-se analisar numa maneira global onde todas as atividades são executadas por um ocupante e que se situa em uma posição no organograma organizacional.
A posição do cargo no organograma define o nível de hierarquia do ocupante como a quem reportará e sobre quem exercerá autoridade que pode ser localizado num departamento ou divisão.

Envolve-se a especificação do conteúdo de cada cargo, dos métodos de trabalho e das relações com os demais cargos. O desenho de cargos constitui na maneira como cada cargo é estruturado e dimensionado, dentre disso precisa-se definir quatro condições básicas:

      • Qual é o conteúdo do cargo, ou seja, o conjunto de tarefas ou atribuições que o ocupante desempenhará;
      • Quais são os métodos e processos de trabalho, ou seja, como as tarefas deverão ser desempenhadas;
      •  A quem o ocupante do cargo deve prestar responsabilidade, isto é, quem é o seu superior imediato;
      •  Quem o ocupante do cargo deverá supervisionar ou dirigir autoridade, ou seja, quem serão os seus subordinados.

Todas  estas especificações deve  estar  muito  claras para não  haver  negligencia   na execução  dos  seus  a fazeres,  e caso  haja saber  de  quem  cobrar e  responsabilizar. Hoje   em  muitas  empresas  ocorre  problemas  simplesmente por  não  ficar  bem definido que  é  quem, e  o  que  fazer  cada  um  na  prática. Muitas  empresa  tem  a  teoria de  quem  é  quem ex:  supervisor, encarregado,  analistas,  assistente, auxiliar, etc. Mas na prática  fica  naquele  jogo de  “empurra  empurra”  e  ninguém  quer  ter  a  responsabilidade  de  fazer  o  que  precisa. Resultado,  fica  sem  fazer, fica mal  feito ou  quem tem  maior  poder na  empresa  usa desta  situação  para  coagir os  demais,  que  acaba por  fazer  mesmo  sem  saber  direito, para  não  ser  queimado  ao  superior geral com medo  de  perder  o  emprego ou  passar  por  incompetente.

Muita  vezes  pode sim ser  o  funcionário  que  não  esta rendendo  o  esperado, mas  pode também  ser  problemas de gestão   do  departamento  ou  da  empresa e  neste  caso o  funcionário é  apenas um  vítima  da  incompetência  de  gestores  despreparados.  Uma forma fácil de ver  onde  esta o  problema  é  só  ver a rotatividade  daquela vaga  ou  departamento, se  for  alta,   é  hora de  repensar  a  política organizacional da empresa,  se  as  regras  descritas  acima  estão  sendo  cumpridas.  Tudo  se  resume  em  responsabilidade   seja  do gestor,  da  empresa  ou do funcionário, temos  que assumir  a responsabilidades  dos  nossos  a fazeres    e  cobrar   as  demais de quem  é  devido,  só  assim tornaremos  profissionais  melhores.  Para  que  isto  aconteça  cobre de  seu  superior  reunião  para  esclarecimentos, para que  fique  claro  sua  função e  dos  demais,  procure  sempre ser o  mais claro  e  preciso  no  que  fala  se  houver  duvidas  pergunte,  busque  sempre  respostas   onde  for  necessárias.  Estes  cuidado  fará  de você um  profissional  diferenciado  e  com  certeza  será  notado mais  cedo   ou  mais tarde, se tornado um  profissional  melhor e valorizado.

 Veja  estes dois   vídeos  abaixo  que  fala bem  o  que  é  responsabilidade,  e também do que acabamos de falar.  E  como  podemos  fazer  para  melhorar  a  cultura organizacional  da  empresa e ser  t um  profissional  melhor.

Responsabilidade:

>Cultura Organizacional  /  Clareza / Gestão

Encontre-nos no Google+ Sou o criador e editor do blog, e tenho como objetivo informar, esclarecer, ajudar, tirar duvidas, apresentar matérias relacionada as área de recursos humanos, psicologia organizacional.

Escrito por Flaudimir Andrade. postado em Psicologia organizacional, Recursos Humanos

Tags: , , , ,

Trackback from your site.

Leave a comment

Responda abaixo * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: